sexta-feira, agosto 25, 2006

Tenda Alternativa: Pão,vinho e companhia.


Aqui está a tenda alternativa deste convivio que tem anualmente lugar em Almeirim: Alem das atracçôes principais como Quim Brreiros e José Cid, o cartaz alternativo tem também excelentes bandas. Do melhor que se faz em Almeirim. A não perder.

domingo, agosto 20, 2006

Alberto João Jardim no seu melhor...

Antes de mais, e não é so questão de ideologia política, confesso que este senhor me dá vómitos, e por esse motivo meramente de saúde, evito ao máximo ver tudo o que lhe diga respeito. O facto é que infelizmente vi de novo este senhor num dos seus arraigados comícios fascistas na sua Madeira, portanto fora do Contnente. Vem este senhor de novo fazer pressão sobre o executivo, pois este decidiu cortar algumas verbas a atribuir à Madeira, e o Alberto João na sua toada popularucha, deprimente e ostensiva, que claramente caracteriza este belo exemplar politico ofendeu de todas as maneiras o executivo e a medida, utilizando de novo um brilhante estratagema que de resto já o caracteriza: "Ou respeitam a Madeira, ou digam que não nos querem ". Ou seja em momentos de aperto, o Alberto João consciente do valor desta região autónoma para o Contnente, apela como forma de pressão absurda, escandalosa e inadmissivel, à cisão. Não concordo com isto, nem posso concordar: A degradante designação Região Autónoma Da Madeira, foi apenas mais um dos tristes desenvolvimentos tomados pelo 25 de Abril, que atribui em 1976 á região integralmente Portuguesa até á data esta malfadada designação, dotada de autonomia politica e administrativa, mas dependente, como era de prever dos fundos que lhe atribui Portugal.Para mim a Madeira será sempre uma região integralmente portuguesa, pois foi descoberta por Portugueses em 1419, nomeadmente por João Zarcos, um dos nossos heróis exploradores, que deveria ser enaltecido e mais conhecido, pelo comum cidadão.O que deveria acontecer era uma deposição de regime na Madeira, que quer queiramos quer não vive oprimida pelo pulso de ferro deste individuo execrável, que vive ás custas do Continente que confessa abdominar.Ou pelo contrário, até gostaria de ver a madeira viver sem ajudas do Continente.Seria bonito ver este palhaço politico a pedir ajuda.

Já se previa...

Tal como apregoado por mim, e por muitos outros camaradas e analistas um pouco por todo o mundo, comprovou-se a teoria da relatividade dos tratados, neste caso aplicável ao conflito Israelo-Libanês. Era de prever que algo como bombardeamentos estratégicos e ou defensivos, como Israel gosta de apelidar os seus massacres fossem levados a cabo, não só pela ambiguidade falaciosa do conteúdo da resolução da ONU, como pelas relações de força que necessariamente se estabelecem naquele fórum americano que tem lugar curiosamente em Nova York, em que os Estados Unidos mexendo os cordelinhos, com o apoio da Inglaterra, ou Grã-Bretanha, designação pomposa pela qual gostam de ser tratados, ainda mal refeitos do choque da descolonização, que deu cabo do império,exercem todo o tipo de pressão subreticiamente, impedindo de forma escabrosa sanções e medidas contra Israel, que deste modo sentindo-se apoiada pela Grande Potência, não cessa os bombardeamentos e as violências contra populações civis Libanesas e contra alvos estratégicos, muitas vezes essenciais à vida dessas populações, o que vai contra qualquer convenção de guerra. Enquanto esta má fé subsistir o mundo nunca terá uma verdadeira paz, porque enquanto um "Estado", não reconhecido pelos seus pares Médio Orientais, continuar estas violências, cavará ainda mais fundo a sua sepultura e cultivará ainda mais o ódio dos seus vizinhos, nunca podendo também viver em paz, sempre na iminência de ser atacado também barbaramente. É um ciclo vicioso, olho por olho, dente por dente,o que nas relações internacionais é o caminho mais curto para o deflagrar de um conflito ainda mais grave.

terça-feira, agosto 15, 2006

Será que acabou?Ou é só o começo?

Ontem pelas 6horas da manhã, entrou em vigor o cessar-fogo aprovado por unanimidade no CS da Onu, relativo á guerra Israelo-Libanesa.Á partida parece uma grande noticia, sem dúvida, pois permite a pacificação, pelo menos momentânea, de uma região conturbada, e que pelas suas caracteristicas base, pode e põe em risco toda a estrutura de segurança internacional. O facto é que este cessar fogo, está mal concebido nos seus pressupostos base, desde logo no pressuposto de permitir acções defensivas, mas sem explicitar em que consistem estas e de que modo podem ser levadas a cabo, o que inevitavelmente levará a atropelos mútuos e a arbitrariedades, o que a meu ver perpetuará os ataques e o conflito, levando a uma agudização do mesmo.Há que ter em linha de conta, que este quase uma reedição da guerra fria, sendo neste caso o bloco de leste, substituido pelo bloco Árabe e ou Muçulmano, e o ódio ao capital substituido, pelo ódio ao ocidente e a tudo o que este representa, sobretudo a nivel religioso: De parte a parte perpetua-se um ódio sem par, assente em ideologias dissonantes, que não se suportam. A meu ver isto desembocará numa guerra ainda mais violenta, em os países que se movem na sombra no conflito Israelo-Libanês, ou seja os EUA e Inglaterra do lado Israelita, e o Irão do lado Libanês, se tornarão os principais contendores.Claro que tudo isto beneficia o lado Árabe, sobretudo a nivel do preço do petróleo, que em caso de conflito ainda mais sério do que o actual, aumentará ainda mais o seu valor, ou será vitima de embargo por parte dos principais fornecdores, ou seja os países árabes, o que em todo o caso, levará a um aumento extraordinario de preço, com repercussões nos mercados interncionais, que entrarão numa espiral de decadência, que se repercutirá no nivel de vida das populações. Ou seja este cessar fogo apesar de ser bom prenúncio a nivel teórico, a nivel real será apenas o passar para um lado mais negro e ainda parcialmente incognito das relações entre Ocidente e Mundo Árabe.

Será que estava toda a gente aluada??

Mais uma acha para a fogueira, na discussão interminável sobre a veracidade ou não, da chegada do homem à lua. Será que foi verdade?Ou será que tudo não terá passado da maior fraude do século, com vista a um adquirir de cada vez maior notoriedade dos EUA no plano internacional, num quadro de bipolaridade como o que se vivia?Será que no dia 20 de julho de 1969, estava toda a gente aluada, ou será que se assistiu a um verdadeiro marco histórico?Visitem este site e tirem conclusões http://www.afraudedoseculo.com.br/

terça-feira, maio 16, 2006

Resposta

Em resposta ao comment que recebi relativo à questao da imigração: O facto é que eu nao sou nem nunca fui contra imigrantes: Acho que tem o direito a residir onde bem entenderem, até porque tamos num mundo cada vez mais globalizado.O que me choca é a relação de privilégio que querem conceder a estes individuos, dando casa e trabalho enquanto ha 500mil portugueses(o mm numero de legais em portugal), desempregados e em dificulades financeiras. Porém e além disso nem só de imigrantes assim privilegiados vive o pais, a maioria está confinada a guetos e favelas e muitas vezes dedicando-se ao crime como meio maior de subsistencia, pondo em risco a propria integridade dos portugueses. Os filhos destes imigrantes, tornam-se portugueses pelo direito internacional, pelo jus solis, dedicando-se muitas vezes as mesmas actividades que os seus progenitores, sendo este quadro de "portugueses" contra portugueses, uma especie de guerra civil diaria no pais. O facto é que não podemos comparar portugal ao luxemburgo, que é um pais rico e bem apetrechado a todos os niveis, por isso com capacidade para acolher MUITOS imigrantes, sem qualquer dificuldade: Alias a maioria da sua população tem este estatuto. Portugal é a sua antitese: Um pais pobre, muito muito deficiente a nivel social, logo sem poder para acolher estes individuos a nivel cabal. Por isso ha que repensar este facto, acolhendo apenas quem podemos acolher, e já agora que sejam mais valias para o pais.

sexta-feira, maio 12, 2006

Carrilho denuncia "polvo"

Carrilho acabrunhado por uma enorme derrota, há 6 meses nas eleições para a câmara de lisboa, veio ontem a publico apresentar um livro, onde expõe a teoria da cabala como justificativo maior para a sua vergonhosa derrota: Segundo ele, o que aconteceu foi uma enorme campanha de imprensa para denegrir a sua imagem, dando a ideia de que a imprensa portuguesa se uniu para o "tramar". O que aconteceu não foi efectivamente uma campanha para denegrir a sua imagem: O que realmente aconteceu, foi que a sua diminuta popularidade, aliada a uma gestão assustadoramente errada da sua campanha, por parte dos seus acessores e dele proprio, que culminou na rabula do não aperto de mão a carmona rodrigues no debate sic noticias, o tramaram: foi ele próprio que se tramou e não precisou de ajuda para isso. Como mau politico que é tenta sempre encontrar explicações estapafurdias para o que não tem explicação.

quinta-feira, maio 04, 2006

Venham Mais

Portugal atingiu em 2005 a bonita soma de 500mil estrangeiros, legais e residentes no país: Ou seja 4% da população do país é estrangeira, sem contar evidentemente com os ilegais, que devem perfazer outro número bem redondinho: Depois dizem que são os skinheads as grandes ameaças á integridade do país: Argumento falacioso, visto que esses grupos, tentam dentro das suas possibilidades levar a cabo o que o nosso executivo não quer: Dar Portugal aos Portugueses; Infelizmente são mal compreendidos, muitas vezes até marginalizados pela sociedade, mas talvez dentro de 20 anos, quando a primeira leva de filhos destes estrangeiros assumirem a maioridade, talvez lhes dem razao: A multiculturalidade paga-se bem caro, como comprova o caso frances: Porém espero sinceramente tar enganado

quinta-feira, abril 20, 2006

Qualquer dia são feitos por encomenda...

Neymar da Silva Santos Júnior, joga no Santos, tem 14 anos e já vale 20,6 milhões de euros. Entre as qualidades que lhe são apontadas destaca-se a capacidade de remate (com ambos os pés), o toque de bola habilidoso, a rapidez de drible, a velocidade e a precisão de passe. Não é alto para a idade, mas dizem que mesmo assim ganha facilmente bolas altas a jogadores de maior envergadura.
Ora todas estas qualidades despertaram, aos 14 anos, a cobiça do Real Madrid e do Barcelona, que parecem dispostos a perder a cabeça para assegurar a mais jovem promessa do futebol brasileiro, com o Manchester United na sombra à espera também do melhor momento para atacar. O Santos, que tem uma grande tradição na formação de jovens jogadores, é que não está a dormir e tratou de segurar Neymar até 2011. Isto para mim é vergonhoso: É um miudo, não uma mercadoria que se possa etiquetar com um preço: Porém os grandes do futebol, absolutamente esquecidos desse pormenor, tratam-no como tal, com a conivência absoluta da familia, que sente que mais do que um familiar, estão na presença de uma "mina de ouro", absolutamente fulcral para a sua futura estabilidade financeira, e de agentes de futebol, que mais do que empresarios, parecem vampiros sedentos, não de sangue, mas de dinheiro. Infelizmente para eles, apenas 1 em cada 10 "mini-craques", se torna efectivamente um grande jogador: Os restantes, perdem-se, abandonando o futebol, ou arrastando-se em clubes secundários: Estes putos, não vÊm formatados para ser imediatamente os melhores jogadores do mundo: O talento pode tar lá, mas é preciso aperfeiçoá-lo, e molda-lo, o que só s consegue com muito treino e trabalho, e muitas vezes até depende de outros factores, como o próprio crescimento mental e fisico dos jogadores: Muitas vezes podem ser craques em terms técnicos, mas não conseguir controlar os seus próprios indices físicos, ou as suas expectativas de carreira, perdendo-se irremediavelmente.Conseguir controlar estes factores e aliá-lo ao talento, é no futebol, como aliás em todos os dominios, um passo decisivo para o sucesso. É por isso que duvido, que com tanta exposição mediática o Neymar se safe: Qualquer dia tá a jogar no pior clube do mundo, o Ibis, ou a trabalhar nas obras.

Se a moda pega....

As televisões suecas estão proibidas de interromper filmes para emitirem publicidade, excepto se previamente autorizadas pelo autor, realizador ou produtor. Esta proibição resulta da decisão do Tribunal Supremo da Suécia, que acaba de punir o canal TV4.A decisão surgiu na sequência de uma acção interposta por Vilgot Sjöman, realizador de ‘Alfred’, filme atingido pelos ‘cortes’. O realizador faleceu três dias antes da sentença.Embora os intervalos publicitários não violem nenhum artigo da Lei da Rádio e da Televisão de 2002, esta decisão cria jurisprudência, obrigando os canais suecos a contactar os responsáveis pelas obras cinematográficas. A Associação do Cinema Sueca já solicitou aos realizadores que não cedam aos pedidos das televisões.

Horror.


Pra quem quiser ver o cu à chanceler Alemã Angela Merkel, aproveite agora: Não garnto que durma durante uns bons tempos, mas que ta brutal tá: De tal modo, que esta foto, já provoca celeuma um pouco por todo o mundo.Na página publicada pelo jornal britânico ‘The Sun’ vê-se a chanceler alemã, Angela Merkel, num momento de descontracção, na ilha italiana de Ischia, num curto período de férias de Páscoa que gozou na companhia do marido

Igualdade de oportunidades


Um judeu nova-Iorquino, está desde há um tempo a incitar os judeus Lisboetas, a manisfetarem-se em Lisboa para segundo ele para que «no dia 19 de Abril vão ao Rossio e acendam uma vela simbólica por cada uma das vítimas que pereceram às mãos da Inquisição há 500 anos em Lisboa». De facto é de louvar: Os judeus, são sempre umas vitimas da sociedade, que não têm poder absolutamente nenhum, no nosso quotidiano. Paralelamente poder-se-á também organizar uma manifestação, meramente simbólica ou não, contra todas as atrocidades cometidas por este povo, tão simpático, ao longo da sua longa existência: Uma "marcha anti-usura", ou então uma "manifestação anti-ocupação de territórios anti-palestianinos". É apenas uma sugestão. Segundo a frente nacional "manifestemo-nos também, acendendo nós as nossas velas, para que simbolizem cada palestiniano assassinado às mãos dos israelitas!". E mais: "Este sim é um assunto actual e da maior importância, que define toda a geopolítica mundial, e que não é motivo de grandes mobilizações no nosso país ao contrário do que acontece no resto do mundo ocidental. É um assunto que motivou - e motiva! - guerras, invasões, ocupações, extermínios de populações, o uso de armas de destruição maciça pelos lacaios de Israel na administração americana". Por isso a minha sugestão, é apenas um meio de elementar justiça. http://www.frente-nacional.org/

Orgulhosamente em último...Sempre

No relatório sobre as perspectivas económicas mundiais, ontem divulgado, a instituição internacional prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal cresça 0,8 por cento este ano e 1,5 por cento em 2007. O crescimento da economia portuguesa estimado para este ano representa uma revisão em baixa de 0,4 pontos percentuais face à anterior previsão da instituição internacional, divulgada em Setembro de 2005. Representa, também, uma aceleração de 0,5 pontos percentuais face ao crescimento económico português verificado em 2005. A instituição de Bretton Woods é mais pessimista do que o Governo português, que prevê um crescimento de 1,1 por cento do PIB este ano, de acordo com os dados que constam do Orçamento de Estado para 2006, apresentado em Outubro. Os ritmos de crescimento previstos pelo FMI para Portugal este ano e no próximo, comparam com uma expansão média das economias da Zona Euro de dois por cento em 2006 e 1,9 por cento em 2007. As previsões do FMI colocam Portugal no último lugar da Zona Euro em 2006, mas acima da Itália (1,4 por cento) e Alemanha (um por cento) em 2007. Esta recuperação económica será contudo incapaz de melhorar a situação na frente do desemprego, em que a taxa de 7,6 por cento de 2005 deverá manter-se em 2007, após um ligeiro agravamento para 7,7 por cento em 2006. O FMI prevê ainda que o Orçamento de Estado encerre 2006 com um défice de 4,6 por cento e 3,8 por cento em 2007.